Introdução



sábado, 26 de maio de 2007

CD TOCANDO PARA O INTERIOR - Nailor Proveta

Ontem, dia 25 de maio de 2007 tive uma noite inesquecível no Teatro FECAP no bairro da Liberdade - SP. Lá estavam grandes músicos de São Paulo em homenagem a NAILOR PROVETA no momento o maior clarinetista e saxofonista do Brasil. Desde ABEL FERREIRA não aparecia no cenário nacional um músico desse quilate. Nailor Proveta está no auge de sua carreira e em todo seu esplendor, brindou o público, exatamente no dia de seu aniversário com Dobrados, Valsas, Maxixes e Choros. Teatro lotado, sonoridade perfeita para ouvidos exigentes, o " SHOW " retrata o " Coreto " a imagem viva das retretas do Interior e seus músicos com formação nas bandas de música. É essa imagem que Chico Buarque vislumbrou na música A BANDA, vencedora de um Festival da Canção. Olhem só: "
A moça feia debruçou na janela pensando que a banda tocava pra ela ".
Esse cenário tem legítimos representantes: Nailor Proveta e a banda Mantiqueira. .
E a noite continuou com um desfile de astros de São Paulo.
Como convidado especial, comparece, o compositor e bandolinista ISAÍAS DE ALMEIDA , trazendo ao espetáculo um magestoso colorido, presenteando o público com algumas músicas ao lado de PROVETA. Entre outras, comove o público ao tocar uma composição de sua autoria" PRANTOS " que me fez arrepiar. Acordes perfeitos, paletada refinada e sutil, improvisos em cima de uma linha melódica delicada e exuberante. "Prantos" é choro revezando valsa ou vice versa. É composição que se tornará imortal a exemplo de INGÊNUO de Pixinguinha ou DOCE DE COCO de Jacob. O cenário se modifica para um regional, onde os violões de ISRAEL (irmão de Isaías) e EDMILSON CAPELUTI fazem o acompanhamento com baixarias e acordes aveludados. Tudo isso sob o cavaquinho preenchendo e centrando do extraordinário HAROLDO CAPELUTI e o ritmo do experiente ZEQUINHA no pandeiro.
De algumas músicas também participaram o QUARTETO DE CORDAS DA CIDADE DE SÃO PAULO com a seguinte formação: Betina Stegmann ( violino), Nelson Rios(violino) Marcelo Jaffé(viola) Roberto Suetholz.(Cello)
Mais um astro se apresentou, dessa feita o maestro concertista, compositor, pianista e arranjador LAÉRCIO DE FREITAS(TIO) ,
Com um choro de sua autoria, intitulado " Seu Geraldo", o grande músico homenageia o pai de NAILOR e envolve o espetáculo num clima de concerto. Nos círculos da música instrumental brasileira o pianista é respeitado como um compositor de choros muito originais, além de ser um tarimbado pianista e maestro. Os arranjos de Laércio de Freitas, que já realçaram discos de Elza Soares, Jair Rodrigues, Clara Nunes, Marcos Valle e Wilson Simonal, entre outros astros da MPB, vêm sendo disputados nos últimos anos pelas melhores orquestras paulistas, caso da Banda Mantiqueira.
Mas, voltemos ao dono da noite ! Parabéns pelo seu aniversário.
****************** Muitas Felicidades ! ******************
Entre suas músicas Nailor Proveta levou ao público a valsa NORMA que compôs para uma senhora que estava junto com seu esposo, na platéia. Fêz questão de apontá-la, num gesto comovente e de muita emoção. A execução dessa música com a presença de SEU GERALDO (pai do músico), tocando acordeon foi impressionante. Momento familiar interiorano, com sabor de café da manhã, de vizinhos na sala, de amor. Norma acenando para o público mostrava com orgulho em uma das mãos a partitura da valsa composta por Nailor em 1974.
E a apresentação quase se encerra com os músicos reunidos no palco recebendo com surprêsa a Banda Matiqueira, ao som de dobrados e marchas surgindo da platéia. Ainda tocam em homenagem ao aniversariante o famoso PARABÉNS PRA VOCÊ. Agora, todos estão no palco e o SHOW se encerra ao som do TICO TICO NO FUBÁ de Zequinha de Abreu onde todos tocam em conjunto e também com solos individuais. Um momento divino ! uma apoteose !
Todavia, para mim a noite não terminou. Ainda fui agraciado com o CD autógrafado pelo músico na saida do Teatro. Fiquei envaidecido e honrado.
Um privilégio, afinal nasci vizinho a uma banda de música em Garanhuns .. Banda de música do Maestro XIXI . Nasci e cresci como Nailor, entre dobrados, marchinhas, valsas e choros.
Baixem as músicas:
PRANTOS (Choro de Isaías de Almeida)
NORMA (Valsa de Nailor Proveta)

Um comentário:

Preludiando disse...

Quero transcrever na íntegra um email que recebi do grande bandolinista e compositor ISAÍAS de ALMEIDA

Meu novo e Caro Amigo JB.

Todos nós ficamos muito felizes quando somos reconhecidos. Da minha parte, muito obrigado por sua
consideração e elogios (embora eu não os mereça), mas fico muito grato pela dedicação, amizade e
confiança.Vamos continuar se comunicando. Você acabou sendo muito importante para todos nós e para a boa música, e com certeza deveria ser convidado por alguma rede de comunicação para falar ou
escrever sobre nosso gênero, que ja não existem mais comunicadores que venham em defesa de nossa classe. Quisera eu ter algum prestígio ou importancia, para
que pudesse retribuir toda essa admiração que V.nutre pelos chorões.
Estarei remetendo a todos os amigos suas reportagens.
Abraços

Izaias